Troféu Internacional de Artes Cénicas Finalmente Club

Em nome do Finalmente Club, o mais antigo clube noturno de Transformismo LGBTQIA (Lésbica, Gay, Bissexual, Transgénero, Queer, Intersexual e Assexual), muito nos honra o facto de ter aceite o convite para integrar o Júri do Troféu Finalmente – Prémio Internacional de Artes Cénicas.

Na continuidade do trabalho de mais de quatro décadas a Transformar Lisboa, o Finalmente Club procura, com o seu trabalho de Entretenimento e Lazer, mas também enquanto baluarte do exercício de Liberdade de Expressão, articular as várias disciplinas das Artes Cénicas, valorizando o Palco como lugar de transformação, destacando as múltiplas formas de expressão artística, o papel da Arte na Luta pelos Direitos Humanos, particularmente na Luta pelos Direitos das Comunidades LGBTQIA.

É pela valorização do Transformismo enquanto Arte Cénica e de todas as disciplinas que o vinculam – o Teatro, o Circo, a Música, a Dança, a Cenografia, os Figurinos, etc.
– que este prémio internacional se institui, procurando dignificar o Palco mas também as expressões de Liberdade que o Palco permite.

O Troféu Internacional Artes Cénicas Finalmente Club é um galardão atribuído anualmente, instituído a 1 de Maio de 2016, tendo como Embaixador Fernando Santos (Deborah Krystall), Diretor Artístico do clube e dos mais reputados Transformistas em Portugal.

No ano em que o Finalmente comemorou 40 anos, ao club noturno coube a honra e o privilégio em atribuir o Troféu Finalmente ao mais reputado artista de Palco em Portugal, Herman José, personalidade incontornável no mundo das Artes Cénicas, um Transformador do Palco, do Riso, do Género, da Sociedade. Um ano depois, e sempre a pensar na internacionalização do Troféu Finalmente e na sua credibilização, coube a vez de o entregar a uma das mais famosas “chicas” de Pedro Almodóvar, Rossy de Palma. O III Troféu foi entregue à conceituada cantora, interprete e atriz portuguesa Simone de Oliveira.

O IV Troféu Finalmente será entregue a 27 de outubro deste ano, sendo que o Júri deve estar disponível para se reunir no dia 7 de Outubro, às 20H30, no Restaurante Solar dos Nunes.

Da esquerda para a direita: João Macdonald, Paulo Pereira, Fernando Santos, Nayma, Tiza Gonçalves, José Marquina, Carla Madeira, Luis Lobo Alves, Alexandra Martins Gonçalves, Raquel Guimarães, Carlos Sanches Ruivo.
Fotos por Pedro Almeida.

Membros do Júri

PRESIDENTE DO JÚRI
José António Marquina
Proprietário do Finalmente Club
Arquiteto galego. Reside em Lisboa há 13 anos e, desde então, é o proprietário do, atualmente, mais antigo club de transformismo em Portugal.

ARTES CÉNICAS E DO TRANSFORMISMO
Fernando Santos
Director Artístico do Finalmente
Reputado artista transformista português, nomeado para um Globo de Ouro (2010), na categoria de Melhor Actor, pelo seu desempenho em “Morrer como um Homem” de João Pedro Rodrigues.

SECRETÁRIO DO JÚRI
Paulo Jorge Pereira
Advogado
Licenciado em Direito, Mestre em Relações Internacionais pelo ISCSP e Doutor em Ciências Sociais pela UL. Foi docente de direito na Escola da GNR. É advogado do Finalmente Club, formador de direito e consultor de empresas. Participa em programas televisivos como comentador sobre temas juridicos. Participa no Plano Municipal para a Igualdade da CMA.

PODER LOCAL
Carla Madeira
Presidente da Junta de Freguesia da Misericórdia
Especialista em Gestão e Administração Pública, foi assessora na CML durante 5 anos, nas áreas da Educação e do Desenvolvimento Social. Para além da sua intensa atividade cívica e como ativista social, é autarca desde os 26 anos de idade,
desempenhando vários cargos partidários.

JORNALISMO
João MacDonald
Editor Executivo da Revista UP! Revista de Bordo da TAP Jornalista, foi editor da Agenda Cultural de Lisboa, repórter da Time Out, grande viajante da Revista UP e assessor de Imprensa no Parlamento Europeu.

ASSOCIATIVISMO LGBTI+
Carlos Sanches Ruivo
Presidente da Variações Associação de Comércio e Turismo LGBTI+ Fundou, em 2017, em conjunto com um grupo de empresários, a primeira associação em Portugal destinada a impulsionar o crescimento sustentado de muitos operadores
económicos que se dedicam ao mercado LGBTI+, a Variações.

PRODUÇÃO
Luís Lobo Alves (Xana)
Produtor
Trabalhou no Trumps, no Chapitô, no São Luiz Teatro Municipal. Foi proprietário de um restaurante no Bairro Alto, até voltar a trabalhar no Finalmente Club, onde também já tinha exercido funções de produtor executivo.

CULTURA
Tiza Gonçalves
Atualmente, é Assessora da Direção Artística do São Luiz Teatro Municipal.

CULTURA
Wanda Stuart
Cantora, atriz, apresentadora e produtora portuguesa conta já com mais de 30 anos de carreira. Em 1992, ingressa na Companhia de Teatro de Filipe La Féria e tem protagonizado e participado em inúmeros espetáculos musicais, na companhia e fora dela. Em 2003, lançou o seu primeiro álbum de originais. Participa também em Galas e Programas Televisivos como cantora.

MODA
Nayma
Modelo de profissão, tendo-lhe sido já atribuídos vários prémios na área.

Ney Matogrosso

Cantor, compositor, bailarino e ator

Ney de Souza Pereira nasceu em agosto de 1941, na cidade de Bela Vista, no Estado de Mato Grosso do Sul. Mais conhecido como nome Ney Matogrosso, conta com mais de 40 anos de carreira e é considerado um dos maiores e mais importantes nomes da música brasileira.

Ex membro do grupo Secos & Molhados (1973-1974), iniciou a sua carreira a solo em 1975, lançando o seu primeiro disco Água do Céu – Pássaro. No entanto, o mesmo foi considerado demasiado extravagante e as vendas foram pouco expressivas. Em 1976, lança o seu segundo disco, Bandido, no qual interpreta músicas de grandes compositores como Rita Lee e Chico Buarque. Passou assim, nos seus trabalhos seguintes, a interpretar outros compositores brasileiros, construindo um repertório que se destacou pela qualidade e versatilidade.

Em 1983, completa dez anos de estreia no meio artístico, contando já com dois Discos de Platina e dois Discos de Ouro.

Com mais de 30 discos gravados, Ney Matogrosso é também coreógrafo, iluminador e bailarino, sendo responsável pela direção geral dos seus espetáculos musicais. Mais recentemente, em 2011, o cantor lança em DVD o espetáculo Beijo Bandido e participa na curta metragem Fca Carla, com direção de Natal Portela.

Em 2012, participa no filme Gosto de Fel, de Beto Besant e lança o documentário Olho Nu, dirigido por Joel Pizzini.

Em 2013, Ney Matogrosso lança o álbum Atento aos sinais com 14 composições inéditas e, em 2017, vence o 28º Prémio da Música Brasileira.

Cerimónia de entrega do Troféu Internacional de Artes Cénicas Finalmente Club a Ney Matogrosso

#top-nav li a { display: block; float: left; line-height: 25px; padding: 0 5px; color: inherit; background: transparent; cursor: pointer; }
EnglishFrenchGermanPortugueseSpanish